Erêndira

Companhia Versátil.

Desenvolvimentos: Conceito, cartaz e programa.


Conceito criado a partir do conto “A incrível e triste história de Cândida Erêndira e sua avó desalmada”, de Gabriel García Márquez, o projeto gráfico contrapõe duas imensidões: a aridez do deserto - habitado na sua maior parte pela condição da personagem principal em sua trajetória fabular - com a abundância da água, presente nas memórias de Amadís, avô de Erêndira.

Bege, ocre e tons de azul e marrom permeiam as cores utilizadas. No conceito gráfico principal a ilustração do deserto se utiliza da regra dos terços situando na parte superior, feita de dunas, o corpo de Erêndira sendo invadido por uma fila insaciável de homens. Na parte inferior destaque para o crédito de direção e o título, onde um dos acentos busca compor outra espécie de fila a caminho da barraca-corpo da protagonista. No terço medial, apenas as dunas e mais filas a caminho de Erêndira, uma vez que a notícia sobre a tal moça traz cada vez mais lucro à avó cafetona.