O despertar da primavera

Cia Teatral Pentáculos.

Desenvolvimentos: Conceito, cartaz e programa.


O caminho criativo é voltado para o tema, época em que se passa a estória, além de encontrar ecos também na estética escolhida pela Companhia. 

A árvore ressecada, ícone central do projeto gráfico serve de mote para diversas interpretações. De forma literal, ela é símbolo do próprio inverno, que está para despertar, desabrochar, na primavera. Ao mesmo tempo ela é símbolo do púbis feminino, que está em terreno árido frente à repressão sexual que evidencia. O tema, trazendo também a constante discussão para a educação sexual de crianças e adolescentes também encontra-se estéril, tal qual a árvore, não rende qualquer fruto. 

Abaixo dela, uma relva avermelhada, representa a menstruação feminina, que tem seu lado pouco sadio (devido à repressão que sofre), explorado em cores com pouca saturação fazendo as vezes de uma natureza morta.